Sentimentos, Vida real

Olhos, janelas da alma, será?

FB_IMG_1528197621959

Fala galera!

Certamente, assim como eu, você já deve ter escutado essa frase: “os olhos são a janela da alma”….no entanto, comumente, falamos a frase incompleta.

“Os olhos são a janela da alma e o espelho do mundo”. Essa citação é atribuída a Leonardo da Vinci. 

Eu sempre tive uma vaga ideia do seu significado, mas hoje, com mais maturidade, tenho certeza que é muito mais profundo e polêmico do que eu imaginava.

De acordo com especialistas, o olhar abre um atalho para a comunicação. Eu acredito 100% nisso, mas não podemos esquecer que todo o corpo fala. Os olhos raramente mentem, mas nem sempre falam tudo.

É a partir dos olhos que nascem paixões, empatias se concretizam e muitas vezes as palavras são deixadas de lado, mas por vezes, equívocos acontecem.

Quem nunca ouviu a frase “Um olhar vale mais que mil palavras”?

No entanto, não podemos julgar algo ou alguém, apenas pelo olhar, porque o risco de tirarmos conclusões precipitadas é grande e isso acontece, porque costumamos projetar nos outros, nossas experiências vividas, para tirar conclusões.

Já vi muita tristeza e desapontamento nas pessoas, por conta de conclusões precipitadas.

A garota que foge aos padrões de beleza, perde a oportunidade de mostrar, num primeiro instante, quão bela pode ser interiormente.

O cara charmoso, que chega num carrão, mas que esconde um grande vazio, porque muitas pessoas só se interessam pelo que ele tem e não pelo que ele realmente é.

Garotos e garotas, excluídos, porque não usam roupas de grife ou não tem aquele celular da moda.

Quantas vezes nós olhamos nos olhos de um mendigo que está nas ruas? Provavelmente, nunca. Apenas enxergamos o que ele não tem: status.

Os olhos espelham o que acontece dentro de nós, traduzindo pensamentos e sentimentos. É o equilíbrio entre o que temos e o que vemos, que vai determinar quem somos e como olhar de forma imparcial para o outro.

Numa analogia bem simples, é fácil entender o que essa frase, tão intensa e cheia de simbologia, quer nos dizer.

Comparemos nosso corpo a uma casa. Uma casa possui janelas. Às vezes as janelas estão abertas, e outras vezes estão fechadas.
Se as janelas estiverem abertas, quem está do lado de fora pode perceber o que se passa dentro da casa. Se estiverem fechadas, somente os que estão dentro da casa, podem perceber o que se passa lá fora.

É como olhar numa luneta…por um orifício tão pequeno, enxergamos um grande horizonte, mas o contrário é impossível acontecer.

Assim, também acontece com as pessoas. Somos formados de corpo e alma. O corpo é a nossa casa e os olhos são as janelas dessa casa. A alma é toda nossa essência, tudo que possuímos de bom e de ruim, mas, nem sempre deixamos transparecer com clareza e honestidade todo esse conteúdo.

O olhar de uma criança é o que possui maior alcance, do que a alma ou essência de alguém tem para mostrar, porque ainda é uma observação livre de preconceitos, é um olhar que quer fazer descobertas. Um olhar puro.

Jesus disse: Quem tiver olhos para ver que veja!

Mas, quão prontos estamos para enxergar a alma do outro, tal qual ela é?

Acho que esse tema pede uma boa reflexão, né não?

Beijos e até mais!

Texto: Lila Amaral.

 

2 comentários em “Olhos, janelas da alma, será?”

  1. Texto altamente reflexivo, querida Lila! É preciso mesmo que nos façamos essa indagação sempre: “Quão pronto estamos para enxergar a alma do outro, tal qual ela é? Beijos e mais inspiração.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.