DIY

DIY: tendência que veio pra ficar

Customizar é adaptar ou adequar qualquer coisa, de acordo com o gosto ou necessidade de alguém, para servir aos requisitos pretendidos, deixando o objeto de desejo, com cara de novo e o mais importante: personalizado, único.

Quem nunca comprou uma peça de roupa e deixou no armário sem nunca usar, que atire a primeira pedra.

Quem não tem em casa alguma coisa, tipo: roupa, mobiliário, decoração, sapato, bijouteria, utensílios, que não adoraria dar aquela repaginada e ter um item com sua cara, sua personalidade?

Muitas vezes acontece de comprarmos ou ganharmos coisas, que ao usarmos, achamos que não fica bem ou simplesmente parecem sem graça.

O que fazer? Jogar fora? Claro que não. É aí que entra a criatividade e uma sigla que é tendência e veio pra ficar: DIY  (Do it yourself – faça você mesmo).

Em vez de desistir, personalize!

Ponha seu próprio estilo em qualquer coisa. As possibilidades são inúmeras: pintar, re-pintar, tingir, cortar, colar, sobrepor, adesivar, costurar, tricotar, desenhar…..deixe a criatividade lhe levar! Não tem criatividade? Dá uma olhada no post e em blogs especializados em customização. São muitas técnicas diferentes e certamente você vai se identificar com alguma.

Customizar, também pode ser uma ótima terapia. Vamos lá!

1- Patchwork – é uma técnica que significa, trabalho com retalho. A técnica impressiona por ser um processo manual e único onde os tecidos são emendados, resultando em uma mistura de cores, estampas, conceitos e desenhos. É uma atividade antiga que se tornou uma verdadeira arte.

O patchwork pode ser usado para criar ou cobrir qualquer coisa: paredes, estofados, bolsas, roupas, recicláveis, roupas de cama, mesa ou banho, objetos de decoração e tudo que você desejar. Algumas coisas terão que ser costuradas, mas outras podem apenas ser coladas. Veja nas imagens, quanta coisa você pode reinventar…

2- Customização – Existem algumas maneiras mais fáceis pra customizar roupas, por exemplo: uma camiseta, que é o item mais básico do nosso guarda roupa.

Podemos cortar a altura, tirar as mangas, fazer um novo decote, e outros com um grau maior de dificuldade, mas com um resultado mais cara de loja, como costurar em certos pontos estratégicos e criar outro modelo de blusa, fazer apliques em jaquetas jeans, colocar tachinhas em blusas ou calças, lantejoulas, rendas, enfim: uma infinidade de materiais que dão outra cara para aquela peça básica.

Olha só essa jaqueta jeans, já repaginada, como ficou super transada e única.

1529497094794

3 – Reciclagem: É a técnica de reaproveitar tudo que iria para o lixo. Por exemplo: vidro, jornal, papel, pneus, plástico, madeira, metal…e criar coisas que sejam úteis ou somente decorativas.

Uma ótima sugestão é o uso de moedas, botões, latas, garrafas plásticas ou de vidro, jornais e revistas, pra criar coisas super bonitas e que podem ser usadas como novas. Dá só uma olhada nessas criações e fala se não são  incríveis!

Então, curtiu? Viu quanta coisa dá pra mudar com um pouco de criatividade?

Agora vá em frente e tente fazer sua primeira peça personalizada.

Beijos e até mais!

Texto: Lila Amaral.

3 comentários em “DIY: tendência que veio pra ficar”

  1. Gostei do post.
    Já experimentei fazer num pequeno baú antigo que tinha em casa, ja estava a ficar velho mas a madeira interior ainda estava muito boa. Descasquei o cobre que ja estava a ficar solto e oxidado, apliquei um tecido, por dentro forrei-o com eva e ficou como novo.
    Deu trabalho, mas o resultado foi incrível, até porque gosto bastante dele, nao o queria deitar fora, ainda estava bom.
    Nos dias que correm devemos ter cada vez mais ideias para reciclar mais e puluir menos. Estas são umas boas ideias.
    Gostei.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Obrigada Irina
    Eu sou arquiteta e adoro por em prática minha criatividade.
    Já fiz e refiz muitas coisas e gostaria de tê-las fotografado, para mostrar aqui.
    O que você falou sobre poluir menos é muito importante. Vou buscar maiores informações pra fazer um post sobre reciclagem, reuso e outras formas de reaproveitamento.
    Eu acho muito legal esse tipo de trabalho, porque funciona como uma terapia pra mim.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.