Sentimentos, Vida real

Rótulos são para coisas e não para pessoas

Um rótulo é uma forma de comunicação visual, para identificação de pessoas. Os rótulos são regulamentados por órgãos específicos e geralmente, normatizados.

O Código de Defesa do Consumidor, determina que as pessoas devem conter informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua nativa, sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores.

Achou o texto acima estranho? Na verdade é absurdo.

Agora substitua a palavra pessoas, pela palavra produtos.

Agora faz todo sentido né?

Pois é. Ainda que seja absurdo e inaceitável, colocar rótulos nas pessoas, continua sendo uma prática muito comum, sem nenhum propósito justificável, extremamente preconceituosa, maléfica, equivocada, dolorosa, indigna e prejucial para a imagem daqueles que são “rotulados” injusta e estupidamente.

Como que as pessoas, simplesmente rotulam outras, julgando-as “isso” ou “aquilo”, tomando como base as roupas que elas vestem, os bens que possuem ou não, um corte de cabelo, se usam tatuagens, os lugares que frequentam, o horário que saem ou chegam em casa,  ou simplesmente,  pela aparência?

Ou será pelo que elas acham que vêm?

Quantas vezes já ouvi alguém do meu lado fazer comentários sobre alguém,  sem nunca ter visto ou trocado uma única palavra com essa pessoa?

Dizer coisas do tipo: nossa, deve ser um marginal, talvez até traficante, ladrão, drogado….só porque um rapaz estava usando  jeans com camiseta, tinha cabelos compridos e tinha várias tatuagens no corpo. Na verdade era um colega de turma,  do nosso curso de arquitetura, e por acaso, também era um excelente aluno. E detalhe: não usava drogas, e só bebia socialmente.

Certa vez uma amiga foi confundida com a babá do próprio filho, porque ela é negra, casada com um branco e o filho tem mais características do pai. Será que essa pessoa pensou no mal que pode ter causado a essa mãe e essa criança?

Onde é que está escrito na pessoa que ela é o que outros enxergam?

O preconceito é caracterizado por qualquer opinião ou sentimento, concebidos sem base, com intolerância e assumidos em consequência de generalização apressada da própria opinião.

O resultado disso: ROTULAR PESSOAS.

1529601972575

Vale lembrar que, também sofremos  discriminação e racismo e que são coisas distintas. Apesar de muitas vezes, terem sua origem no preconceito, eles são  muito mais abrangentes.

Preconceito

  • Preconceito é uma opinião que formamos das pessoas antes de conhecê-las. É um julgamento apressado e superficial e muito perigoso, pois ao invés de melhorar a vida em sociedade, acaba trazendo situações complicadas e até violentas.

1529602467483

Racismo

  • As pessoas que não conseguem deixar de ser preconceituosas podem vir a se tornar racistas. Aliás, A maioria acaba se tornando, infelizmente.

Discriminação

  • Os preconceituosos e racistas têm dificuldades em aceitar e conviver com as diferenças, então tratam os outros como inferiores, julgando-se superiores. Mas não existe melhor, nem pior. Nós somos o que somos.

1529603319764

O mundo já tem muitos problemas, e viver não é mole não,  então vamos dar o melhor de nós, para transformar essa sociedade, ainda cheia de hipocrisia e maldade, num lugar onde, justiça, liberdade e igualdade sejam, de fato, direitos de todos.

É isso aí galera!

Tudo por um mundo melhor!

Até mais.

Texto: Lila Amaral.

2 comentários em “Rótulos são para coisas e não para pessoas”

  1. Julgar as pessoas não é bom, de facto, creio que quem o faz são aqueles que nao têm capacidade de analise sobre so próprios.
    Se as pessoas se dedicassem mais tempo a se ajudarem a elas proprias a serem melhores seres humanos, a crescerem em valores, as suas capacidades analiticas também aumentariam.
    Preocuparem-se mais com elas e menos com a vida dos outros, no sentido de julgar, porque empatia é necessária, mas verdadeira e saudável, honesta e genuina.
    Enquanto julgam, que julguem, confesso que em tempos ja me preocupei com o que os outros pensavam, agora, preocupo-me com o que eu penso e aí é que reside a verdadeira importância, o que me distingue.
    Bom texto Lila.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Obrigada Irina.
    Dias difíceis que a humanidade vive, apesar de tanta modernidade…ou talvez por causa dela.
    Mas tbm ñ me preocupo com o q pensam de mim, porque o q importa é minha consciência e com ela estou de bem, graças à Deus.
    Só lamento pelos mais fracos, mais tímidos, q acabam sendo engolidos pela maldade humana.
    Mas, c’est la vie!

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.