Sentimentos, Vida real

Qual é o seu maior vício?

O trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, VÍCIO e necessidade. (Voltaire)

Esse post não é um tratado sobre o vício, até porque não tenho formação acadêmica, (no caso médica), para tratar do assunto.

Mas, como o mundo e as pessoas são cheios de vícios, isso inclui a minha pessoa, fui dar uma pesquisada, superficial, para entender melhor.

A organização Mundial de Saúde, considera um vício, como uma doença física e psicoemocional.

Para a Psicologia é um mecanismo de fuga emocional, em que o indivíduo obtém prazer e foge do sofrimento que está lhe atormentando.

Existem muitos tipos de vícios, que prejudicam em diferentes proporções.

Por muitos anos, especialistas acreditavam que apenas álcool e drogas, poderiam causar dependência. Tecnologias e pesquisas mais recentes, no entanto, têm mostrado que outras atividades, tais como jogos, compras e sexo, também podem resultar em vício.

É importante saber que ninguém inicia uma atividade, ciente do risco de ser dependente, mas, poderá acabar na armadilha, inesperadamente.

O que separa o vício de um hábito comum é o prejuízo que este comportamento pode causar na vida da pessoa.

Mas e nós? O que entendemos por vício?

Eu nunca achei que sair para bater perna no shopping e voltar com milhares de sacolas, de coisas que muitas vezes eu nem estava precisando e que jamais chegaria a usar, pudesse ser um vício. No máximo eu achava uma futilidade ou uma “simples” compulsão. Mas é aí que mora o perigo. Quando não admitimos que estamos literalmente fora da casinha.

Eu por exemplo, era viciada em um monte de coisas, por exemplo:

  • Chocolate;
  • Café;
  • Doces;
  • Filmes e séries;
  • Internet e celular;
  • Comprar;
  • Livros….

Aparentemente, são vícios inofensivos, mas nem tanto. Eu achava que eram hábitos, até descobrir que muitos me faziam mal, por isso são vistos como vícios. E tive que mudar.

O chocolate em excesso, assim como o café e os doces, podem causar insônia, criar um estado de euforia que não é real, provocar gastrite, ou até uma úlcera. Pior, podem agravar um quadro de labirintite latente, aumentar os níveis de açúcar e colesterol no sangue, provando, diabetes, aumento de pressão e outras consequências mais graves.

Na verdade, em mim, causou tudo isso, me obrigando a diminuir, consideravelmente, o consumo de todos eles. Não foi fácil, mas, eis-me aqui.

Filmes e séries, internet, celular e até livros, também podem causar danos que nem imaginamos.

A fadiga ocular e cansaço mental, causados pelo excesso de informações visuais e auditivas, podem contribuir ou iniciar um quadro de estresse ou estafa mental.

O vício ou mania de comprar foi se diluindo com a maturidade e não chegou a causar danos, mas tem gente que fica devendo até o fim da vida, por causa da compulsão por comprar.

Parece dramático, mas não é. É real. Mas, tem cura.

Como dizia minha avó: “tudo demais é sobra e sobra vai pro lixo”.

Acho que ela tinha razão.

Óbvio que existem vícios que prejudicam muito mais, como drogas, álcool, gula, enfim, uma infinidade deles.

Jogos também podem arruinar vidas. Conheço pessoas que perderam fortunas em mesas de jogos e quase passaram necessidades, mas os familiares ajudaram e tudo terminou bem. Mas a família sofreu muito e o padrão de vida foi lá pra baixo.

Determinar se você possui algum tipo de vício não é uma tarefa simples, e admitir que o tem é ainda mais difícil, principalmente por causa do estigma e da vergonha associadas ao vício. Mas reconhecer o problema é o primeiro passo para a recuperação.

O que acho importante entender é que, dependendo do patamar que se chega é preciso ajuda médica, pois o que começa como um quadro de baixa autoestima, pode evoluir para uma dependência séria, as vezes, irreversível e até chegar a ruína ou a morte.

Vicio-tem-cura-1__01.jpg

Pensemos nisso!

E você? Qual seu maior vício?

Texto: Lila Amaral.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.