Hoje é dia de?

Dia da Caridade

Fé, Esperança e Caridade, são as virtudes da Teologia.

a-caridade-e-a-virtude-predileta-de-deus__01

No Brasil, o dia 19 de julho tornou-se oficialmente o Dia da Caridade, através da Lei nº 5.063, de 1966, por decreto do então presidente, Humberto Castelo Branco. 

A data foi criada a fim de celebrar e enaltecer a solidariedade e o sentimento de altruísmo entre os brasileiros. Mundialmente, o Dia da Caridade é celebrado no dia 5 de setembro, como forma de homenagear Madre Teresa de Calcutá, que morreu nessa data.

2017_325teresa-1
Madre Teresa de Calcutá

Nascida na Macedônia com o nome de Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, Madre Teresa naturalizou-se indiana e até hoje é um símbolo de caridade, sendo beatificada e canonizada pela Igreja Católica. Com 18 anos já era missionária na Irlanda, e quando estava perto dos 40 anos, fundou a congregação Missionárias da Caridade, destinada a ajudar pobres e necessitados, especialmente na cidade indiana de Calcutá.

Homenageada com um Prêmio Nobel da Paz de 1979, a freira fundou hospitais, orfanatos e escolas para pessoas em situação de rua e doentes.

Além de Madre Teresa, ao longo da história da humanidade, muitos anjos, certamente enviados para minimizar o sofrimento de muitos, passaram pela Terra em diferentes culturas, religiões e crenças.

Gautama Buddha, nascido príncipe no Nepal, Buda, como é conhecido no Brasil, renunciou ao seu trono para buscar acabar com o sofrimento de todos os seres, incluindo nós, humanos. Sua jornada em busca do Nirvana inspirou legiões de seguidores e tornou-se uma religião. Com apenas 35 anos, segundo conta algumas biografias, Buda alcançou a iluminação e soube porque o sofrimento existia e o que era necessário para eliminá-lo. Passou os restante 45 anos da vida ensinando suas doutrinas por regiões da Índia e China. 

Francisco Cândido da Silva Xavier, ou Chico Xavier, como ficou conhecido, nascido em Minas Gerais, no Brasil, também trabalhou toda a vida para propagar o bem e fazer a caridade, através dos preceitos da doutrina espírita.

Em Salvador, na Bahia, tive a oportunidade de conhecer um anjo em forma de gente: Irmã Dulce. Uma freira católica, que com sua doçura, bondade e ações de caridade, recebeu o carinhoso apelido de“o anjo bom da Bahia

Francisco de Assis, depois de uma juventude irrequieta e mundana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a ordem dos Franciscanos. Um dia saiu em um passeio pelos campos, e ao penetrar em uma clareira ouviu o som do sino que os leprosos, deviam usar para indicar a sua aproximação, e logo se viu frente a frente com o homem doente. Fazia frio e o leproso tinha apenas trapos sobre o corpo. Francisco sempre sentira repulsa pelos leprosos, mas nesse momento desceu de seu cavalo e cobriu o homem com seu próprio manto. Espantado consigo mesmo, olhou nos olhos do outro, e viu sua gratidão, e enquanto ele mesmo chorava, beijou aquele rosto deformado pela moléstia. Isso é caridade.

Mas nosso maior exemplo de caridade é o Mestre Jesus. Em meio a toda sua glória, Ele se fez carne e habitou entre nós, morrendo em nosso lugar por um grande e único motivo: o amor incondicional.

Jesus foi o maior exemplo de como devemos nos relacionar e tratar o nosso semelhante. Ele desprezava o pecado, mas nunca o pecador! Por isso, demonstrava sua grande compaixão para com todos que o rodeavam. Seus ensinamentos continuam vivos para nos inspirar:

“Quem trata bem os pobres empresta ao SENHOR, e Ele o recompensará regiamente!” (Provérbios 19:17)

“O generoso sempre prosperará; quem oferece ajuda ao necessitado, conforto receberá.” (Provérbios 11:25)

Ajudar o próximo, promover a inclusão social, diminuir de alguma forma o sofrimento das pessoas, ouvir quem precisa desabafar, abraçar quem se sente solitário, enxugar as lágrimas de quem está triste,  tudo isso é caridade.

Melhor do que dar esmolas é doar seu tempo e sua atenção a quem necessita!

Caridade não tem religião, não tem endereço, não tem hora pra fazer. A todo instante alguém está necessitando de auxílio, seja material, emocional, espiritual. Simplesmente faça!

Eu já recebi caridade de amigos, desconhecidos, parentes, vizinhos, colegas, enfim, de muita gente a quem sempre serei grata.

E também já fiz muita caridade, por amigos, desconhecidos, parentes, vizinhos, colegas, enfim, pra muita gente.

Sempre tentei me inspirar num pensamento de Confúcio (pensador e filósofo chinês).

frase-nem-todos-os-homens-podem-ser-ilustres-mas-todos-podem-ser-bons-confucio-122562__01__01.jpg

Um comentário em “Dia da Caridade”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.