Hoje é dia de?

Dia Nacional do escritor

Fala galera!

Mesmo com a era digital, muitos e-books e conteúdos disponíveis online, não resisto ao folhear das páginas, do cheiro de impressão, das imagens das capas. Eu sou uma apaixonada por leitura e mesmo sendo virtualmente assídua, não abro mão de um belo livro.

Hoje quero homenagear esses homens e mulheres que já me fizeram virar a madrugada, presa em suas histórias.

O Dia Nacional do Escritor, data instituída em 1960 pelo então presidente da União Brasileira de Escritores, João Peregrino Júnior, e pelo seu vice-presidente, o célebre escritor Jorge Amado (baiano, como eu), surgiu após a realização do I Festival do Escritor Brasileiro. O grande sucesso do evento foi primordial para que, por intermédio de um decreto governamental, a data fosse instituída com a finalidade de celebrar a importância do profissional das letras, profissão que, infelizmente, nem sempre tem sua relevância reconhecida.

escrever__01__01

A literatura brasileira, se comparada a outras literaturas do mundo, ainda é jovem. Nossa falta de tradição literária, contudo, não diminui a importância de nossas letras, tampouco é uma sombra a esconder a excelência literária de nossos grandes escritores. Admirados, respeitados e conhecidos no Brasil – alguns no mundo –, os escritores brasileiros, dos primeiros cronistas aos contemporâneos, movimentaram e movimentam nossa cultura. Por meio de suas palavras, é possível compreender os diferentes estilos e movimentos, passear pela História do Brasil e perceber todos os elementos que constituíram nossa literatura.

Em verso e prosa, os escritores brasileiros representam e defendem a identidade cultural do país, fazendo da palavra a matéria-prima de sua arte. Por meio de pensamentos, sentimentos e opiniões, provocam nos leitores diferentes emoções, fazendo rir, chorar, recordar e refletir.

Sejam nos textos científicos ou fictícios, os escritores precisam ter a grande habilidade de entreter os leitores.

Para isso, é necessário um vasto conhecimento de vocabulários, da gramática e ortografia, além de uma boa dose de criatividade e conhecimentos gerais do mundo.

A literatura brasileira conta com escritores e escritoras muito talentosos. Alguns mais jovens, outros da vanguarda, e um universo infinito de temas, estilos e carreiras.

1. MONTEIRO LOBATO

Screenshot_20190725-110221__01

Um dos primeiros escritores brasileiros e latino-americanos a escrever para crianças. Também foi precursor dos editores no Brasil, numa época em que os livros eram feitos apenas no exterior.

Além dos livros infantis que incluem os personagens de muito sucesso do Sítio do Pica-Pau Amarelo, Lobato também escreveu contos, e um único romance, polêmico, em 1926, chamado O Choque das Raças.

2. CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

Screenshot_20190725-110641__01__01__01

A poesia de Drummond é conhecida no mundo inteiro e considerada a maior influência para este gênero literário no Brasil. Versos soltos, palavras simples e uma extensa obra, sendo a mais renomada A Rosa do Povo(1945), fazem dele um nome sempre lembrado entre os clássicos escritores nacionais.

3. MACHADO DE ASSIS

Screenshot_20190725-111406__01__01

O nome brasileiro mais reconhecido no exterior, traduzido para inúmeras línguas, estudado e aclamado pôr mais de um século. Machado de Assis foi o primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras e sua obra Dom Casmurro (1899) é leitura obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer a literatura nacional.

4. LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

Screenshot_20190725-112802__01

Mais de sessenta títulos estão no currículo deste que é um dos escritores contemporâneos mais renomados do país. Seu talento para a escrita criativa, especialmente voltada para o cotidiano (contos) já lhe rendeu dois Prêmios Jabuti.

5. GUIMARÃES ROSA

Screenshot_20190725-113337__01__01

O livro épico mais famoso do Brasil, Grande Sertão Veredas saiu da cabeça e mãos desse médico mineiro que sabia falar mais de nove idiomas. Depois de longos anos em carreira diplomática em nome do país, Guimarães passou a se dedicar a escrita e foi sucesso absoluto desde a primeira publicação.

6. GRACILIANO RAMOS

Screenshot_20190725-113621__01__01__01

O prosador mais importante da segunda metade do modernismo brasileiro, com a publicação de Vidas Secas (1938) o autor alagoano entrou de vez para o hall da fama da literatura nacional. Com mais de vinte obras publicadas, Graciliano é um autor para não perder de vista quando falamos em literatura clássica brasileira.

7. JOSÉ DE ALENCAR

Screenshot_20190725-113703__01__01

José de Alencar inaugurou o que é chamado de romance de temática nacional. Formou em direito, mas sua paixão sempre foi a escrita e depois do sucesso de O Guarani (1857), investiu ainda mais na sua carreira, depois mesclando-a com a política. Escreveu romances, contos, crônicas, peças de teatro e a sua própria autobiografia.

8. CLARICE LISPECTOR

Screenshot_20190725-113014__01__01

A profundidade e sentimentalismo da obra de Clarice Lispector faz dela um dos nomes mais adorados por jovens brasileiros de várias gerações. Nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira, Clarice escreveu poemas, romances, matérias para jornal e livros infantis.

9. CECÍLIA MEIRELES

Screenshot_20190725-113515__01__01

A primeira escritora brasileira a se tornar realmente famosa no meio literário. Assinando mais de cinquenta obras, Cecília estreou no mundo editoral com apenas dezoito anos de idade com a obra Espectros (1919). Poemas, romances, livros infantis e textos jornalísticos estão no currículo premiado da autora.

10. VINÍCIUS DE MORAES

Screenshot_20190725-114503__01

Sua obra é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. Ainda assim, sempre considerou que a poesia foi sua primeira e maior vocação, e que toda sua atividade artística deriva do fato de ser poeta.

11. ARIANO SUASSUNA

Screenshot_20190725-120319__01__01

É  um dos grandes nomes da Literatura brasileira. Antes de ser brasileiro, o escritor, dramaturgo e poeta foi, sobretudo, nordestino, um dos maiores responsáveis por difundir a cultura da região Nordeste no país. Ariano defendeu sua identidade cultural e, com maestria, soube unir dois elementos até então díspares: o erudito e a cultura popular nordestina. Da fusão desses dois elementos, nasceu aquele que ficaria conhecido como Movimento Armorial, que incluiu diferentes tipos de arte, como música, dança, teatro e arquitetura.

12. EUCLIDES DA CUNHA

Screenshot_20190725-120511__01__01

Além de renomado escritor das áreas do jornalismo e literatura, foi um analista das práticas sociais, como a que fez em seu livro Os Sertões, sobre o sertão, o sertanejo e o conflito ocorrido no Arraial de Belo Monte, conhecido como Guerra de Canudos. Suas bases e referências científicas foram influenciadas por estudiosos como Charles DarwinAuguste ComteHippolyte TaineKarl Marx e Émile Durkheim, além do escritor francês Victor Hugo.

13. MÁRIO QUINTANA

Screenshot_20190725-120904__01

É um dos mais queridos e populares escritores da literatura brasileira. Poeta dos versos simples, mestre das singelezas, Quintana foi também jornalista e tradutor — é dele a tradução de dois clássicos da literatura, Em busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust, e Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf.

14. RACHEL DE QUEIROZ

Screenshot_20190725-120413__01__01__01

Sua principal obra, o romance O quinze (1930), é celebrada como um dos principais representantes do regionalismo modernista. Seu nome figura ao lado de outros grandes autores da mesma geração, como: Graciliano Ramos, Jorge Amado e José Lins do Rego.

Para além do regionalismo, a autora também escreveu dezenas de obras, divididas entre romances, peças de teatro, crônicas e livros voltados ao público infantojuvenil. Além de escritora de literatura, Rachel de Queiroz foi uma renomada jornalista e ainda integrou o Conselho Federal de Cultura.

15. JORGE AMADO

Screenshot_20190725-121533__01

O baiano de Itabuna é um dos escritores brasileiros mais reconhecidos em todo o mundo. Jorge Amado, teve livros traduzidos para 49 idiomas e recebeu diversos prêmios internacionais. Seus principais romances foram ‘Dona Flor e Seus Dois Maridos’, ‘Capitães de Areia’, ‘Tieta do Agreste’, ‘Gabriela, Cravo e Canela’, dentre outros.

16. PAULO COELHO

Screenshot_20190725-121518__01__01

Muita gente torce o nariz, mas é inegável o sucesso dos livros de Paulo Coelho, lidos no mundo inteiro: ele é o escritor de língua portuguesa mais vendido no planeta, com mais de 190 milhões de cópias comercializadas. Sua principal obra é ‘O Alquimista’, traduzida para 80 idiomas.

17. MÁRIO DE ANDRADE

Screenshot_20190725-122306__01__01

 

Poeta e romancista nascido em São Paulo no ano de 1893, Mário de Andrade também foi um dos principais nomes da literatura modernista brasileira e da Semana de Arte Moderna de 1922. Suas principais obras foram ‘Macunaíma’ e ‘Pauliceia Desvairada’.

18. CASTRO ALVES

Screenshot_20190725-122812__01

A obra desse nobre representante de nossas letras, se subdivide em três vertentes básicas: a do gosto pela natureza, a poesia lírico-amorosa e a poesia social – a qual lhe rendeu o título de “o poeta dos escravos”.

É óbvio que a vasta galeria de escritores brasileiros não acaba nesse post.

Então, leia, compre, presenteie, doe e empreste LIVROS!

Viva os escritores brasileiros!

Um comentário em “Dia Nacional do escritor”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.