Culinária

Pastel de Belém – dica de culinária

Oi gente!

Hoje é dia de receita!

Cada lugar que eu passo nessas minhas andanças pelo mundo, tem sempre coisas da cultura, pelas quais me apaixono.

Mas a culinária e a arquitetura são, irremediavelmente, minhas preferências.

Eu morei em Lisboa, Portugal e o país inteiro é famoso por seus quitutes. Os doces, fazem parte da cultura do país, assim como o bacalhau, o vinho do porto, os cozidos.  Cada região produz uma delícia especial e Belém é uma delas.

Difícil escolher qual o melhor, mas tem um que é preferência nacional, entre os Portugas, que a qualquer hora do dia, sem motivo especial, sentam numa cafeteria, ou pastelaria, como eles chamam e pedem um café preto com um pastelzinho de natas, também conhecido como pastel de Belém, pelo simples prazer de conversar e comer.

Embora se possa saborear pastéis de nata em qualquer  pastelaria, a receita original é um segredo exclusivo da Fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa (único local cujos doces devem receber a nomenclatura pastéis de Belém).

A receita original foi criada pelos monges do Mosteiro dos Jerônimos e seu segredo nunca foi revelado.

pasteis_mesafinal_1920_corte6
Pastéis de Belém, da Pastelaria original, dona absoluta da receita – Belém, Portugal.             Fonte da imagem: Pastelaria de Belém.

Tradicionalmente, os pastéis são comidos ainda quentes, polvilhados com açúcar de confeiteiro e canela, mas é uma questão de gosto.

O Pastel de Belém foi eleito em 2011 uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal.

Em todos os supermercados, cafeterias, pastelarias, qualquer lugar que venda comida, pode ter certeza que, terá pastel de nata.

Essa delícia merece ser compartilhada com o mundo, porque é boa demais!

Óbvio que, essa não é a receita original, feita na tradicional fábrica dos pastéis de Belém, mas em Portugal, toda dona de casa, com o mínimo de dotes culinários, sabe fazer pastel de nata e eu aprendi também.

Então anota aí!

Ingredientes:

MASSA:

  • 650g de farinha de trigo;
  • 1 pitada de sal;
  • 400ml de água;
  • 450g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente;

RECHEIO:

  • 600g de açúcar;
  • 350ml de água;
  • raspas da casca de 1 limão;
  • 1 litro de leite gordo;
  • 160g de farinha de trigo;
  • 1 colher (café) de essência de baunilha;
  • 8 gemas;

Preparo:

MASSA:

  1. Coloque a farinha de trigo numa tigela, faça um buraco no centro, dilua o sal na água e despeje na tigela. Misture os ingredientes até que a massa solte das mãos. Faça uma bola e envolva num plástico filme, para que a massa não resseque. Deixe descansar por 10 minutos;
  2. Estique a massa numa superfície lisa e com o auxílio de um rolo abra a massa no formato de cruz;
  3. Coloque 300 g de manteiga, no centro e dobre a cruz, formando um quadrado e feche como se estivesse embrulhando um presente. Deixe descansar mais 10 minutos. Abra a massa novamente, dobre as laterais para o centro da massa e deixe descansar 10 minutos, coberta com plástico para não ressecar. Depois deste tempo repita o procedimento mais 2 vezes. Sempre polvilhe a mesa com farinha de trigo para que a massa não grude e deixe em temperatura refrigerada;
  4. No final, estique a massa no formato de um retângulo grande, passe o restante da manteiga (150 g), com a ponta dos dedos e enrole formando um rolo fino com +/- 4 cm de diâmetro e deixe descansar mais 10 minutos.
  5. Corte discos com +/- 2 cm de espessura, coloque cada disco dentro de uma forminha de metal e com o polegar umedecido em água, modele a massa na forminha, esticando a lateral acima da borda. Comece pelo centro e vai para as beiradas, até chegar ao topo da forma.
Screenshot_20200206-111730__01__01
Enrolando a massa, depois de bem esticada.  Obs: essa massa folhada é comprada pronta
Screenshot_20200206-111735__01
Pondo a massa nas forminhas, bem prensada.

RECHEIO:

  1. Em uma panela, dissolva o açúcar na água, acrescente a casca de 1 limão e leve ao fogo para fazer uma calda. Dica: Depois que a calda ferver, aguarde 5 minutos e desligue o fogo;
  2. Em outra panela, fora do fogo, misture metade do leite com toda a farinha de trigo e mexa para dissolver. Ferva o restante do leite com a essência de baunilha, junte ao leite com farinha e vá para o fogo médio para engrossar. Retire do fogo, deixe esfriar um pouco, acrescente a calda de açúcar, as gemas e misture.
  3. Encha as forminhas com o recheio e leve ao forno. Asse os pastéis em forno bem forte (250º C) de 15 a 20 minutos (essa variação de tempo vai depender do forno) e está pronto.
Screenshot_20200206-111747__01
Pondo o recheio dentro da massa pra ir pro forno.

Essa porção rende 15 pastéis.

Os portugueses comem morno, assim que sai do forno, mas se preferir, deixe esfriar para comer. Se preferir, polvilhe a canela em pó.

DICA: se você achar muito difícil fazer a massa folhada, saiba que já vende ela pronta, mas não é a mesma coisa.

Toda comida ou sobremesa gostosa, sempre leva bons ingredientes e o preparo é um momento especial, onde você põe amor no que está preparando.

Boa receita e bom apetite!

Endereço da fábrica Pastéis de Belém:

R. de Belém 84 a 92, 1300-085 Lisboa, Portugal.
Horário de funcionamento:
De segunda a domingo: das 08:00 às 23:00h.
Texto: Lila Amaral.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.