Vida real

Coronavírus, informações úteis – OMS

Screenshot_20200322-141213__01

A primeira coisa importante a saber, sobre o Coronavírus é que, esse vírus não é como outras doenças, que depois de infectar, deixa a pessoa imune. Exemplos: catapora, sarampo, herpes zoster, dentre outras. Uma vez que tenha tido essas doenças, não terá outra vez.

Infelizmente, com o Coronavírus não é assim. Você pode pegar, se curar e pegar novamente. Ainda não existe comprovação referente à imunidade. Alguns médicos afirmam que sim e outros, afirmam que não. Na dúvida, melhor prevenir que remediar.

Este é um compilado básico sobre o Coronavírus. Acho importante compartilhar, pois acredito que muitas pessoas ainda estão se pondo em risco e pondo outras pessoas, por falta de informação e por desobediência também. É preciso levar esse assunto a sério, porque a situação é grave.

Informações:

1. O que é a doença por coronavírus 2019 (COVID-19)?

A doença de coronavírus 2019 (COVID-19) é uma doença respiratória que pode se espalhar de pessoa para pessoa. O vírus que causa a COVID-19 é um novo coronavírus que foi identificado pela primeira vez durante uma investigação sobre um surto em Wuhan, cidade na China.

2. Quem pode ser infectado pelo Coronavírus?

O COVID-19 está se espalhando de pessoa para pessoa em todas as partes do mundo. O risco de infecção com COVID-19 é maior para pessoas que estão muito próximos de alguém contaminado por COVID-19, por exemplo: profissionais de saúde ou membros da família. Outras pessoas com maior risco de infecção são aquelas que vivem ou estiveram recentemente em uma área com disseminação contínua do COVID-19. Mas, qualquer pessoa pode ser infectada.

3. Como o COVID-19 se espalha?

O vírus que causa o COVID-19 provavelmente surgiu de uma fonte animal, mas agora está se espalhando de pessoa para pessoa, principalmente entre indivíduos que, estão em contato próximo um com o outro, através de gotículas respiratórias produzidas quando uma pessoa tosse ou espirra. Também pode ser possível que uma pessoa possa obter o COVID-19 tocando em uma superfície ou objeto que tenha o vírus nele e, em seguida, tocando sua própria boca, nariz ou olhos (regiões onde há mucosas).

Resultados de testes, mostraram que, o vírus, numa superfície de vidro ou madeira, pode permanecer vivo por até 4 dias, no alumínio, por cerca de 8 horas. Mas o mais importante é que a pesquisa mostrou que os coronavírus podem ser inativados em um minuto, se limparmos as superfícies com álcool a70%, ou água sanitária contendo 0,1% de hipoclorito de sódio, produtos de limpeza domésticos comuns.

Exemplos disso são: maçanetas, botões de elevador, corrimões, torneiras, uso de mesmos objetos como: copos, pratos, talheres, teclados em geral, ou seja, toda superfície sujeita a uso comum. O vírus fica em suspensão no ar por menos tempo que em superfícies onde ele cai.

Isso vale para sapatos, roupas e até a máscara, porque os vírus se acumulam sobre a superfície e ao tirarmos a mesma, passamos ele para as mãos e repassamos para tudo que tocarmos. Isso faz com que, alguns médicos e cientistas, sejam contra o uso da máscara, até porque, o uso prolongado, causa danos à saúde, visto que, estamos inalando o gás carbônico, que eliminamos na respiração. Esse gás carbônico, acidifica o sangue, podendo gerar outras doenças.

4. Quais são os sintomas do COVID-19?

Pacientes com COVID-19 tiveram problemas respiratórios de leves a graves, como:

Perda de olfato e paladar
Febre
Tosse seca
Dificuldade para respirar

5. Quais são as complicações graves desse vírus?

Alguns pacientes têm pneumonia nos dois pulmões, falha em múltiplos órgãos, principalmente, rins e, em alguns casos, morte.

6. Como posso me proteger?
As pessoas podem se proteger de doenças respiratórias com ações preventivas cotidianas:

• Evite contato próximo com pessoas doentes e não doentes, visto que podem estar assintomáticas;
• Evite tocar nos olhos, nariz e boca com mãos não lavadas;
• Lave as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Use um desinfetante para as mãos à base de álcool que contenha, pelo menos 60% de álcool, se água e sabão não estiverem disponíveis.

Se você estiver doente, para evitar espalhar a doença para os outros:

• Fique em casa enquanto estiver doente e até acabar o prazo de quarentena, estipulado pelos órgãos de saúde ou seu médico;
• Cubra a boca ao tossir ou espirrar, com um lenço de papel e depois jogue no lixo. Se não tiver um lenço no momento, cubra a boca e nariz com seu antebraço;
• Limpe e desinfete objetos tocados com frequência e superfícies, mesmo estando sozinho, porque o vírus continuará vivo, se não houver higienização.

7. O que devo fazer se viajei recentemente de uma área com disseminação do COVID-19?

Se você viajou de uma área afetada, deve haver restrições em seus movimentos por 14 dias (período de incubação do vírus). Se você desenvolver sintomas durante esse período (febre, tosse, problemas de respiração), procure orientação médica. Ligue para seu médico ou assistência médica comum, antes de ir a um centro de saúde e conte-lhes sobre sua viagem e seus sintomas. Eles lhe darão instruções sobre como se cuidar sem, expor outras pessoas à sua doença. Enquanto estiver doente, evite o contato com as pessoas, não saia e adie qualquer viagem para reduzir a possibilidade de espalhar a doença para outras pessoas.

8. Existe uma vacina?

Atualmente, não existe vacina para proteger contra o COVID-19. A melhor maneira de prevenir a infecção é tomar medidas preventivas diárias, através de ações, como: evitar contato próximo com pessoas doentes e até aparentemente, não doente, pois existem pessoas que são assintomáticas, mas tem o vírus e podem transmitir e lavando as mãos frequentemente. A Universal de Oxford, no Reino Unido, já está trabalhando numa vacina, que deverá estar disponível em 2021.

9. Existe tratamento?

Não existe tratamento antiviral específico para o COVID-19. Pessoas com COVID-19, devem procurar atendimento médico para ajudar a aliviar os sintomas, como febre, dores musculares, coriza, etc… Mas, se você estiver com dificuldade para respirar, provavelmente vai precisar de internação, caso o resultado dos exames aponte falha nos pulmões.

Alguns médicos, sugerem o tratamento precoce, com Hidroxicloroquina, Ivermectina e Azitromicina, visto que em muitos pacientes, o uso da medicação, enfraqueceu o vírus e os pacientes tiveram melhoras significativas. A medicação é amplamente usada por pessoas que têm Lúpus e para Malária.

10. Qual a probabilidade de eu pegar Coronavírus?

O risco depende de onde você está e mais especificamente, se há um surto de COVID-19 lá. Para a maioria das pessoas na maioria dos locais, o risco de pegar o COVID-19 é de 100%, como qualquer tipo de vírus. No entanto, agora existem lugares em todo o mundo, (cidades ou áreas) onde a doença está se espalhando. Para pessoas que moram ou visitam essas áreas, o risco de pegar o COVID-19 é maior. Governos e autoridades de saúde estão tomando medidas vigorosas toda vez que um novo caso de COVID-19 é identificado. Certifique-se de cumprir todas as restrições locais sobre viagens, movimento ou grandes reuniões. A cooperação com os esforços de controle de doenças reduzirá o risco de pegar ou espalhar o COVID-19.

Os surtos de COVID-19 podem ser contidos e a transmissão interrompida, como foi mostrado no Japão e em alguns outros países. Infelizmente, novos surtos podem surgir rapidamente. É importante estar ciente da situação em que você está ou pretende ir. A OMS publica atualizações diárias sobre a situação do COVID-19 em todo o mundo, mas não tem sido muito coerente, já que têm mudado de opinião várias vezes, num curto espaço de tempo.

OBS: cuidados adicionais:

  • Priorizar os cuidados com os idosos e portadores de doenças crônicas, pois eles são os mais vulneráveis.
  • Ao entrar em casa, deixe os sapatos do lado de fora, eles podem trazer vírus para dentro de casa.
  • Respeite o isolamento quando possível e o distanciamento físico, isso protegerá você e outras pessoas.
  • Mesmo dentro do ambiente doméstico, com seus familiares, adote objetos para uso individual: xícaras, copos, toalhas, etc… Existem pessoas que são assintomáticas (não mostram sintomas, mas tem o vírus e podem transmitir).
  • Beba bastante água e tenha uma alimentação equilibrada, para fortalecer seu imunológico, pois se você for contaminado, talvez tenha só uma leve gripe, sem maiores complicações.
  • Não faça uso de medicamentos sem orientação médica, pois alguns medicamentos já foram comprovados que agravam o quadro.
  • Se precisar sair para mercado ou farmácia, use máscara e descarte-a ou lave-a quando retornar.

Obs: neste momento de tantas fake news e pessoas oportunistas, não confie em qualquer veículo de informação. Busque opinião de pessoas da área de saúde.

Leia também:

Texto: Lila Amaral.

3 comentários em “Coronavírus, informações úteis – OMS”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.