Dicas, Sentimentos, Vida real

Críticas, aprenda a lidar com elas

Críticas nem sempre são pro bem, mas nem sempre são pro mal. Normalmente, as críticas construtivas são feitas para ajudar. Já as destrutivas, somente para ofender e não é raro tratarmos estas críticas como um ataque pessoal, principalmente se elas chegam num momento no  qual, estamos mais sensíveis ou nada receptivos.

É difícil de administrar, principalmente quando falta maturidade e autoestima, mas, aceite que você não é perfeito. Essa é uma ótima forma de lidar com as críticas, se quiser aprender a conviver com elas e não continuar pensando que não faz nada de errado.

Uma pessoa imatura, inexperiente, com baixa estima, ou arrogante, ao ouvir críticas tende a se deixar levar pelos sentimentos, se justificar, se ressentir, responder rudemente e até agredir, não só verbalmente, mas fisicamente, ou, pode se fechar em copas e remoer esse sentimento até a exaustão emocional, quando a coisa acaba virando uma patologia.

Conforme se amadurece, embora sinta raiva, a pessoa vai conseguindo administrar melhor a sensação de ser criticado. Mas, nem todos amadurecem, pelo menos emocionalmente, esse é o problema.

A crítica, pode ser uma oportunidade de refletir e edificar a si mesmo e ao outro. Ao ouvir algo que incomoda é fundamental aprender a ignorar o que não acrescenta, aproveitar o que é útil, responder apenas o necessário, se for necessário e buscar sublimar qualquer sentimento mesquinho, medíocre ou que não seja edificante.

É a oportunidade de rever conceitos e crescer, porque o fato é que as vezes precisamos de uma crítica, desde que seja sincera, amorosa e feita na hora certa.

A maior dificuldade em lidar com as críticas parece estar mais enraizada no orgulho, que nas críticas em si.

O crítico pode achar que ser “sincero e verdadeiro” está ajudando as pessoas a serem “melhores”, pode considerar que suas idéias são as certas. Mas, geralmente, não são.

Tudo isso é tão subjetivo, que acaba sendo polêmico.

Para lidar com a pessoa crítica, sem ter que se melindrar a cada minuto, é preciso ser mais assertivo, realista e corajoso.

Precisamos estar bem com nós mesmos, para conseguirmos dialogar com o critico, de forma efetiva, mostrando que não aceitaremos esta postura. Criticar, de forma construtiva pode ser bom, mas primeiro é preciso saber se o criticado responderá bem às críticas.

Uma pessoa sensível à criticas, pode ter vivido situações cruéis, que lhe deixaram traumatizada e incapaz de ouvir a opinião alheia. Precisamos respeitar, mas podemos ajudar.

Existem pessoas, que criticam para ajudar o outro e em alguns casos isso pode ser verdadeiro, positivo e um desejo sincero de ver o outro melhorar, em determinados aspectos. Mas, para quem cresceu ouvindo comparações, não é nada legal. Quem já foi muito comparado, guarda um sentimento negativo e acaba explodindo, mesmo quando recebe uma crítica que poderia ser construtiva.

Existem criticas bem intencionadas, a gente não pode negar. Mas também existem pessoas que criticam só para mostrar o quanto elas se acham melhores ou superiores. Mas não são.

Aprender a questionar os críticos, aprender a se auto questionar é um caminho saudável.

Quem disse? Quem criticou? O que criticou? Porque criticou? É um profundo conhecedor do tema? Se for, agradeça a dica, mas se não for, descarte a dica, ou melhor, despreze a critica, porque dica que vem de quem não entende nada do assunto, não é dica, é critica.

Outra pergunta que ajuda é: Quantos acham isso?

Muitas vezes a pessoa responde: Todo mundo pensa assim. E todo mundo é uma figura muito subjetiva. Quem é todo mundo? Será que se deve dar crédito a esse todo mundo?

Aprender a identificar o crítico é fundamental, para, ouví-lo ou, ignorá-lo.

Em geral nosso pior crítico somos nós mesmos. Ouvir uma crítica ruim, sobre uma característica ruim que possamos ter, muitas vezes anula todas as outras coisas boas que temos ou somos.

Pessoas que tem dificuldade em lidar com críticas, tendem a imaginar criticas que ainda nem foram feitas. Tem gente que foge de situações porque imagina que vai ser criticado.

É importante que aprendamos a lidar tanto com os críticos externos como nossos críticos internos, que podem ser os mais ferozes.

Tentar ser menos sensível e não ficar sempre na defensiva, sentindo-se infeliz, quando alguém tentar ajudar, através de uma crítica, pode ajudar bastante, no processo de autoconhecimento e crescimento.

Vamos trabalhar a autoestima, porque isso já é um grande começo.

20180603_125559

Carpe Diem!

Leia também:

Texto: Lila Amaral.

3 comentários em “Críticas, aprenda a lidar com elas”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.